branco

Intervenções e trabalhos da Competinov

A maioria das intervenções da Competinov exige uma relação de sigilo profissional, pelo que apresentamos, do nosso portfólio de trabalhos, somente algumas intervenções, publicações e edições de trabalhos de conhecimento público.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.33.20.png

O Manual de Responsabilidade Social para o Sector da Moda afigura-se como um instrumento de princípios em que se estabelecem objetivos tangíveis e que devem orientar a atividade empresarial no sector da moda, dentro e fora da empresa, pautando o relacionamento, com os colaboradores, chefias ou com clientes, fornecedores, instituições financeiras, comunidade local, economia nacional.

É encarado como uma declaração de objetivos éticos fundamentais e orientadores que incidam em áreas específicas da atividade empresarial, de particular interesse.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.33.33.png

O Estudo de Metodologias de Implementação de duas Redes de Cooperação Empresarial consistiu no desenvolvimento de dois modelos de cooperação empresarial, um para a aquisição conjunta de produtos e serviços e outro para marketing e promoção conjuntas, com os objetivos de alavancar o crescimento e facilitar a internacionalização do tecido empresarial do interior de Portugal – representadas pelas associações empresariais NERVIR, NERCAB, NERGA e NERBA – pela introdução de conceitos de coopetição em setores-chave para a região: Agroindústria, Rochas Ornamentais, Floresta, Construção, Energia e Turismo.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.33.41.png

O Guia de Apoio a Modelos de Negócio para o Setor Aeronáutico visou criar uma visão estratégica e movimentos operacionais e táticos a implementar para adaptação das empresas de Engineering & Tooling, e suas competências agregadas, às cadeias de valor de potenciais clientes na aeronáutica, no mercado global. O modelo de negócio apresentado no Guia é multidimensional, sugerindo uma abordagem criativa e de fluxo de ação operacional. Apresenta também um enquadramento prévio do setor aeronáutico, mormente “fotografia” do setor e modelos de negócio padrão do mesmo.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.33.58.png

O Guia de Apoio a Modelos de Negócio: Setor de Dispositivos Médicos teve como objetivo permitir que cada empresário do setor dos Medical Devices se pudesse adaptar e mover livremente frente ao meio ambiente em mudança, podendo facilmente escolher a rota do seu futuro num Guia/ mapa cujas variáveis e tendências a nível mundial lhe são dadas de forma clara e gráfica, e que pretendem ser facilitadoras da decisão por cenários e ação. Cada empresário pode apenas focar a sua análise neste GUIA em quadrantes/variáveis que lhe dizem respeito específico ou, para as quais este tem necessidades críticas de informação, ou encarar o GUIA no seu todo.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.34.10.png

O Guia de Apoio a modelos de Negócio no setor das energias renováveis forneceu uma “fotografia” a nível mundial da situação dos fabricantes de energia – renováveis, potenciais clientes da indústria de Engineering & Tooling, utilizando variadas dimensões de análise, colocando no seu centro nas empresas da Indústria de Engineering & Tooling, e nas características em termos de atividades-chave, na perspectiva da construção de cenários padrão para os modelos de negócio de entrada no sector de fabricantes de aerogeradores e painéis solares fotovoltaicos. Os cenários criados foram instrumentos de planificação em contextos em que a planificação estratégica requer uma perspectiva de médio e longo prazo e em que as incertezas em jogo são tanto de natureza qualitativa, como quantitativa.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.34.16.png

O Estudo de Levantamento de Tendências de Mercado e Competências para o setor Agroindustrial privilegiou uma abordagem que diminui o hiato entre o futuro e o presente, através da perceção das suas realidades-chave. O objetivo central encontrou-se na refocalizarão das empresas e dos empresários no futuro, bem como nas competências-centrais para conquistar esse mesmo futuro. Os resultados e conclusões deste Estudo orientam-se especialmente nesse sentido, com o intuito de fornecer diversos capitais informacionais que permitam aos empresários do sector agroindustrial e às empresas de formação e ensino internalizar um conjunto de inputs e indicadores acerca do futuro em termos de tendências, objetivos e áreas de formação e competências para os conquistar.

branco

Captura de ecrã 2016-05-24, às 14.39.57

Desenvolvimento de Estudos de Intelligence para Internacionalização a divulgar e disseminar junto do tecido empresarial Polaco do sector da construção naval e agroalimentar, envolvendo a Agência da Agricultura Polaca e Cluster de Iates Polacos.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.42.54.png

Desenvolvimento do Estudo de Empreendedorismo e Sustentabilidade Construtiva, que envolve a participação ativa das 85 instituições associadas do Cluster (Empresas, associações, autarquias, universidades e institutos, centros tecnológicos, entre outros).

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.34.41

Desenvolvimento do Estudo “Estado de Arte da Inovação da Fileira da Madeira e Mobiliário”. Deste estudo resulta não só um diagnóstico aproximado da situação da fileira em termos de inovação, bem como um conjunto de conclusões acerca das necessidades específicas de incentivo à inovação.

branco

Captura de ecrã 2016-05-24, às 14.40.14

Prospective and Innovation Study consistiu no desenvolvimento de uma abordagem prospetiva a 10 anos no contexto internacional, para a definição de drivers para o desenvolvimento de tecnologias de eficiência energética em edifícios habitacionais na Europa, cujos objetivos principais visavam: identificar áreas de I&D prioritárias para o desenvolvimento de tecnologias de eficiência energética revolucionárias para edifícios habitacionais; definir drivers para a auto-eco-eficiência energética para edifícios habitacionais e identificação de linhas de convergência e incongruências entre problemas vs. área de desenvolvimento de tecnologias energéticas para edifícios habitacionais.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.47.37.png

Desenvolvimento de estudo aos 33 centros de I&D do Instituto, no sentido de identificar as competências técnico-científicas de cada um, catalogando a sua pertinência, grau de transferibilidade e valor no mercado internacional.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.35.22.png

O Estudo BIOinov – Estudo de Benchmarking de Redes de Inovação em Biotecnologia: alavancagem dos sectores tradicionais – práticas, prospectiva e competências consistiu num projeto anual nacional e internacional, cujo  objetivo principal pretende identificar e internalizar nas empresas e universidades as melhores práticas das redes de inovação internacionais de biotecnologia, promovendo uma perspectiva de compreensão das convergências potenciais entre as empresas de biotecnologia, universidades e os sectores tradicionais, definindo espaços de possibilidade e suas implicações nas práticas e competências biotecnológicas nacionais.

branco

Captura de ecrã 2016-05-24, às 14.40.39

O sistema de informação e conhecimento designado por MVDisk, explora de um modo abrangente, as Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC), integrando num única interface várias ferramentas de apresentação de conteúdos, de modo simultâneo e síncrono, fazendo com que o utilizador tenha acesso à informação consoante for navegando nas temáticas relevantes aos seus interesses.

Este sistema tem diferentes aplicações, designadamente: MVDisk empresarial; MVDisk e-learning; MVDisk discográfico; MVDisk TV; MVDisk áudio-vídeo-book; MVDisk filme.

A Competinov desenvolveu o MVDisk para os seguintes parceiros:

  • I&D para Inovar Destino, no âmbito da RIAT Destino Digital – INETI;
  • eBusiness, eLearning, Gestão do Conhecimento, Gestão da Criatividade para a Inovação e Sistemas de Informação, no âmbito da RIAT TeamNet.
  • Continental Mabor – Comercial.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.35.26.png

O “Estudo para o Desenvolvimento Regional do Alto-Tâmega: fatores de potenciação”, tem como principais objetivos criar condições disseminadoras de informação crítica e útil que favoreça o desenvolvimento, a ação e inovação nas empresas e por arrastamento na Região do Alto-Tâmega”, concebido e realizado para a ACISAT – Associação Empresarial do Alto-Tâmega.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.35.38.png

Desenvolvimento do projeto PIEF AUTO – Programa de Internacionalização das Empresas Fabricantes para a Industria Automóvel, no qual participaram e cooperam diretamente cerca 80 empresas fabricantes da indústria automóvel.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.35.42.png

O Projeto SINOV pretende divulgar boas práticas sobre a Inovação, nas suas diferentes dimensões, de empresas Portuguesas, bem como incrementar a sensibilização sobre a Gestão da Inovação, bem como facilitar processos de autoformação, através do relato de situações práticas vividas por empresários ou ainda pela contextualização teórica da temática em causa.

branco

Captura de ecrã 2016-05-24, às 14.40.49

  1. Estudos de Mercado nacional e Internacional:

A Competinov desenvolveu uma metodologia inovadora de realização de estudos de inteligência económica e de inteligência para a inovação. Fornece estudos de mercado utilizando métodos sistémico-adaptativos criados à medida das necessidades dos clientes.

Estes estudos permitem não só calcular índices de risco de clientes atuais e potenciais; índices de penetração no mercado; coordenar da melhor forma esforços e objetivos dos departamentos Comercial e Financeiro, clarificando prioridades comuns; avaliar o Potencial de Mercado; decidir a localização otimizada para os vendedores bem como os seus objetivos, etc.; como também identificar evoluções de produto, de processo, de competências, capacidade inovacional de determinar sector ou cluster, inovação em termos de patentes e modelos de utilidade, etc.

Neste sentido a Competinov fornece informação e intelligence adequadas, junto da pessoa certa, na hora oportuna para cada uma das situações e contextos. A nossa proposta baseia-se numa metodologia inovadora de realização de estudos, entre os quais:

2. Inteligência económica e concorrencial:
  • Estudos de Inteligência Económica (Informação Táctica) – diversos sectores de actividade;
  • Estudo de Inteligência Económica B2B – para o Mercado Eléctrico e de Telecomunicações no Brasil;
  • Estudo de Inteligência de Concorrencial (Informação Estratégica) – Sector dos Serviços de Comunicação;
3. Estudos para o desenvolvimento de novos produtos:
  • Estudos de desenvolvimento de produto – indústria automóvel (triângulos de segurança, entre outros);
  • Estudo de inteligência de produto – indústria têxtil (etiquetas, entre outros);
  • Estudo de desenvolvimento de produtos – indústria dos polímeros (cadeiras para estádios, entre outros).
4. Estudos geo-referenciados para a optimização de redes comerciais
  • Estudo de Georreferenciação para o Mercado B2B – Indústria Metalomecânica;
  • Estudo de Georreferenciação para o Mercado B2B – Industria Ambiental e Alimentar;
  • Estudo de Georreferenciação para o Mercado B2B – Industria de Fabricantes de Produtos (têxteis técnicos, móveis, cerâmica, borracha, equipamento);
  • Estudo de Georreferenciação para o Mercado B2B – Serviços (florestais, contabilidade, viagens, saúde);
  • Estudos de informação para planos estratégicos;
5. Plano de Negócio para a empresa na Implementação de RFID;
6. Plano de Negócio para empresa na área da Biotecnologia.

 

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.35.58.png 

A dimensão mais visível desta linha de atuação diz respeito à elaboração de inúmeros estudos científicos (monografias) sobre este tipo de organização da formação, a saber:

  • Novos Horizontes: processos de interação numa plataforma de e-Learning;
  • Nos Bastidores do e-Learning: práticas de gestão e avaliação;
  • Novos Mestres: papel do tutor no processo de Formação a Distância;
  • Um Olhar sobre a Formação a Distância – Estudo de caso das empresas de serviços de saúde e comerciais da Região Norte;
  • Gestão Operacional de uma Plataforma de e-Learning;
  • Desenvolvimento de um Sistema de Avaliação on-line para uma plataforma de e-Learning;
  • Reformulação da Interface de uma Plataforma de e-Learning;

Estes estudos foram desenvolvidos em colaboração com a Universidade do Minho, dos quais resultaram diversas reflexões sobre a experiência de Formação a Distância, proporcionando à universidade um maior conhecimento pedagógico deste modelo de formação, bem como dos diferentes público-alvo que existem em Portugal.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.53.14.png

A Competinov realizou um protocolo de cooperação institucional com o IAPMEI no qual se tornou numa entidade nacional de benchmarking certificada pelo IAPMEI, com quatro Consultores Nacionais de Benchmarking.

Através desta parceria é possível à Competinov obter formação em Benchmarking e Boas Práticas (BBP) e aceder a Índices de classificação e avaliação, que permitem a criação de background para realização de estudos de benchmarking, bem como efetuar estudos internacionais de Benchmarking, através de uma abordagem de Balanced Scorecard, acedendo ao sistema Winning measures fornecido pela ESBN – The European SME Benchmarking Network.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.39.22

No ano de 2002, a empresa prestou serviços de consultoria especializada durante um ano a quatro empresas da região de Bragança.

No ano de 2003/2004 e já em 2005, em parceria com diversas Associações: Associação Comercial de Braga; Associação Empresarial do Alto Tâmega; TecMinho – Interface Universidade/Empresa e a Associação Nacional de Jovens Empresários, a Competinov tem vindo a empreender um conjunto de serviços de consultoria especializada, para diversos empresas, regiões do Porto, Braga, Vila Real, Chaves, entre outros, correspondentes a diversos sectores, entre os quais:

Têxtil; Metalomecânica; Retalhistas diversos; Grossistas diversos; Produtos Alimentares; Madeiras/ Produtos Relacionados; Maquinaria/ Exc. Elétrica; Maquinaria/ Equipa. Eletrónico; Móveis; Construção; Serviços Automóveis; Serviços Comerciais; Serviços Educação; Serviços Saúde.

Nestes casos a consultoria é acompanhada de pequenos estudos focalizados, pragmáticos e muito voltados para a criação de soluções, pela implementação de ação, proactivamente pensada e realizada.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.36.24.png

Nas atividades de consultoria realizadas pelos colaboradores da Competinov, destaca-se também a participação em várias edições do inPME, em parceria com a Associação de Paços de Ferreira, onde foram prestados serviços de consultoria, sobretudo nas áreas de marketing estratégico e sistemas de informação nas empresas.

O objetivo principal dos projetos de consultoria centrou-se no fomento da dinamização e aumento da competitividade das pequenas e médias empresas de diversos sectores (com especial preponderância no sector de fabricantes e grossistas de mobiliário), recorrendo a uma metodologia ativa, promovendo em grande parte dos casos, o diagnóstico da situação da empresa com a finalidade de implementar um plano estratégico de negócio.

branco

Captura de ecrã 2016-06-16, às 17.36.29.png
A Iniciativa PME – Digital, teve por objetivo reforçar as capacidades técnicas e tecnológicas das pequenas e médias empresas e estimular a sua inserção na Economia Digital. Esta era constituída por duas fases: a criação de um conjunto restrito de Redes de Informação e Assistência Técnica (RIAT) e a operacionalização de um Sistema de Incentivos.

A primeira fase – a constituição e dinamização de Redes de Informação e Assistência Técnica (RIAT) – foi desenvolvida sob a forma de projeto de Parceria, no âmbito da Medida 2.1. – Apoio a Atividades e Produtos de Dimensão Estratégica do POE.

A Competinov conceptualizou e modelou a estratégia da RIAT da Região Norte (excetuando a componente financeira). A RIAT, designada pela Competinov de TeamNet, abrangeu 200 empresas de um total de 3000, provenientes dos sectores dos Transportes, Distribuição e Logística, Serviços às Empresas e Megacluster da Informação/Comunicação, bem como 19 instituições, entre as quais universidades, centros de investigação e desenvolvimento, associações empresarias, a saber:

UM – Universidade do Minho, UTAD – Universidade de Trás -os- Montes e Alto Douro, IPVC – Instituto Politécnico de Viana do Castelo, IPB – Instituto Politécnico de Bragança, EPC – Escola Profissional de Chaves, Escola Superior de Enfermagem de Chaves Montalvão Machado, CENESTAP – Centro de Estudos Têxteis Aplicados, IDITE MINHO – Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica do Minho, BIC MINHO – Oficina da Inovação, S.A, ADRVC – Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Cavado, ADRAVE – Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave, ADRAT – Agência de Desenvolvimento Regional do Alto Tâmega, AIM – Associação Industrial do Minho, NERBA AE – Associação Empresarial do Distrito de Bragança, NERVIR AE – Associação Empresarial do Distrito de Vila Real, UEP – União Empresarial do Distrito do Porto, AIL – Associação Industrial de Lousada, AIDA – Associação Industrial do Distrito de Aveiro, ACISAT AE – Associação Empresarial do Alto Tâmega.

A Competinov participou no desenvolvimento da RIAT TeamNet, criando os seguintes produtos informacionais:

1. Estudo de Perfil da Amostra RIAT:

Este estudo pretendeu encontrar e cruzar um conjunto de dados e informação, que fornecessem uma perceção aproximada e pormenorizada da amostra definida na candidatura para o projeto RIAT TeamNet.

Desta forma, a abordagem teve por base o universo total das empresas dos sectores dos Transportes, Distribuição e Logística, Serviços às Empresas, ou do Megacluster da Informação/Comunicação com laboração em Portugal, a partir dos quais se realizou uma comparação sectorial, fazendo uso de um conjunto de critérios que permitiram fazer uma apreciação do perfil de cada um dos sectores, em cada um dos distritos.

Esses critérios passaram pela análise do risco das empresas de cada sector; averiguando-se ainda qual o número de trabalhadores para cada empresa por sector de risco. Finalmente, a análise dirigiu-se para o intervalo de trabalhadores mais frequente em cada um dos sectores para cada um dos distritos.

Em termos de resultado final, este foi um estudo extenso, fundador e alicerçante de todo o projeto, uma vez que esta análise permitiu perceber e compreender a realidade empresarial em causa e delinear as estratégias no terreno, para a persecução dos objetivos estabelecidos. Por outro lado, existiu uma relação estreita entre o estudo e a seleção das empresas para a criação da base de dados de empresas a contactar para participarem no projeto.

2. Criação dos instrumentos de intervenção para selecção das empresas a envolver no projecto:

Conceptualização de dois questionários para efeitos de seleção das 200 empresas a partir do universo total de empresas dos sectores alvo do projeto:

  • Questionário de seleção de empresas colaborativas;
  • Questionário acerca da estrutura da rede de relações das empresas.
3. Criação de base de dados de empresas:

A Competinov realizou também no âmbito deste projeto, a seriação das empresas de elevado potencial, que se constituíam como público-alvo do projeto de empresas, em base de dados micro-segmentada, por critérios geográfico, sectoriais, risco, etc.

4. Desenho e Concepção do Plano de Comunicação do Projecto RIAT Team-Net

A Competinov foi responsável pela conceptualização do plano de comunicação da RIAT Team-Net, que teve como objetivos, não só promover a própria RIAT junto do público em geral e de todo o tecido empresarial, de modo a que a sua implementação e impacte fossem efetivos, como também promover a comunicação entre os diversos parceiros e intervenientes no próprio projeto.

Neste âmbito, a Competinov procedeu ao desenvolvimento dos seguintes conceitos e instrumentos comunicacionais:

  • Definição da estratégia de comunicação quanto ao conteúdo e forma;
  • Estabelecimento de directrizes a implementar para efeitos da execução dos diferentes e principais meios a utilizar;

Todos os meios, suportes e timings comunicacionais do projeto foram sistematizados e colocados neste plano, que serviu de guia e orientação aos técnicos responsáveis pela comunicação, dando coerência e consistência interna às acções a implementar a esse nível.

5. Criação de um Forum e de um Chat ou Cibersala

Tratou-se da criação de uma ferramenta colaborativa geradora de conhecimento, caracterizada tecnicamente por um conjunto de páginas dinâmicas cujo conteúdo foi gerado a partir de uma base de dados.

O espaço comunicacional permitia organizar sessões de brainstorming e diálogos para a resolução de diferentes problemas, envolvendo “todos com todos” ou “alguns com alguns” que se influenciavam mutuamente.

Esta ferramenta serviu de base à colaboração e cooperação entre os diversos participantes selecionados para a RIAT Team-Net, onde foi possível criar a dinâmica relacional, potenciadora da criação de mais valias informacionais e partilha de conhecimento.

Com a criação do Fórum e Chat, foi possível alcançar um dos objetivos essenciais do projeto RIAT Team-Net: a promoção da proximidade e relacionamento entre os diversos atores das principais empresas dos sectores dos transportes, comunicação e serviços.

6. Conceção e Desenvolvimento de Conteúdos para a RIAT da Região Norte

O projeto contemplava a conceção e desenvolvimento de cinco conteúdos multimédia formativos, que seriam distribuídos às 200 empresas envolvidas no projeto. Esses conteúdos tinham por função sensibilizar os empresários para as áreas de abrangência da RIAT.

A equipa técnica da Competinov, juntamente com o corpo científico do Departamento de Sistemas da Informação da Universidade do Minho, tendo em conta o público-alvo, o cluster a que se destinava (megacluster Informação/Comunicações, dos sectores dos transportes, distribuição e logística e serviços às empresas) e os objetivos propostos, definiu os vários temas/áreas a abordar.

branco

branco